Português

Acessibilidade na elaboração de materiais educativos

6 de abril de 2020
Ilustração, com fundo na cor laranja, contendo um notebook grande e, na frente, um homem com óculos segurando uma lupa.

#paracegover: desenho, com fundo na cor laranja, contendo um notebook grande e, na frente, um homem com óculos segurando uma lupa. (Fonte: 10 Sites to get free stock videos for social media)

A Pró-Reitoria de Extensão da UFC, no intuito de agregar esforços da comunidade extensionista, identificou, a partir da enquete das ações de enfrentamento aos efeitos da COVID-19, a produção de ótimos materiais educativos.

Ciente da importância da divulgação destes materiais com recursos de inclusão e acessibilidade, a Equipe da Prex elaborou as orientações a seguir para facilitar a produção destes materiais. Estes recursos serão úteis não só para as iniciativas de enfrentamento no contexto de combate aos efeitos do COVID-19, mas para todas as atividades desenvolvidas pela comunidade acadêmica na busca por iniciativas inclusivas e acessíveis.

Em especial, a Prex agradece à equipe da Secretaria de Acessibilidade – UFC Inclui pelas colaborações vitais ao texto a seguir e parabeniza a comunidade da UFC pelo empenho no enfrentamento aos efeitos da Covid-19.

Este conteúdo visa estimular todos da UFC a produzir, tornar acessível e divulgar informes úteis para todos e está dividido nos seguintes tópicos:

► Textos em pdf e elaboração de slides: como elaborar e disponibilizar textos em pdf e apresentações acessíveis.

► Postagens em redes sociais: em tempos de uso massivo de imagens, como usar a hashtag #pracegover.

► Produção de conteúdo em vídeo: dicas para produção de vídeos para tradução e com intérprete de libras.

► Compartilhamento de iniciativas com a Prex: iniciativas de apoio e divulgação da Prex no enfrentamento aos efeitos do COVID-19.

► Secretaria de Acessibilidade UFC Inclui: como a UFC pode colaborar com as atividades extensionistas.

 

1. Elaboração de textos e apresentações

A UFC Inclui criou uma campanha de boas práticas em acessibilidade, enfatizando Acessibilidade Comunicacional e Documentos Acessíveis e a disponibilizou neste link: https://acessibilidade.ufc.br/pt/campanhas-boas-praticas-em-acessibilidade/documentos-acessiveis/

A seguir estão apresentadas as estratégias referentes a cada tipo de documento.

 

1.1. WORD E PDF

Para a criação do PDF acessível, é necessário elaboração do material em um documento word com recursos prévios de acessibilidade. O documento com as orientações pode ser baixado por meio do link a seguir:
https://acessibilidade.ufc.br/pt/documentos-acessiveis-pdf/

• Para converter o arquivo para PDF clique em Arquivo, depois Salvar Como.

• Ao abrir a janela, selecione em Tipo a opção PDF. Depois clique em Opções e marque a opção Marcas Estruturais do Documento para acessibilidade. Depois clique OK.

• Para ler o PDF acessível, utilize o programa Adobe Reader.

 

1.2 ARQUIVOS DE SLIDES EM PPT

A Secretaria de Acessibilidade – UFC Inclui orienta:
• Colocar um texto alternativo (texto Alt) descrevendo brevemente cada imagem ou outro componente visual;

• Evitar utilizar imagens ou textos em imagens, como única forma de transmitir determinado conteúdo. E caso tenha de fazê-lo, repetir o texto no “corpo” do documento e para descrever a imagem, utilizar o “texto Alt” supracitado;

• Verificar a ordem de leitura do documento. O leitor de tela lê os elementos do slide na ordem em que foram adicionados;

• Transmitir informações claras e precisas sobre o destino dos hiperlinks. Por exemplo, em vez de vincular ao texto com as palavras: “Clique aqui”, incluir o título completo da página de destino.

• Verificar todas as ações e peculiaridades. A UFC Inclui disponibilizou um compilado com todas a recomendações de acessibilidade no link: www.acessibilidade.ufc.br/campanhas-boas-praticas-em-acessibilidade/documentos-acessiveis

• Submeter todas essas recomendações ao Verificador de Acessibilidade, ferramenta que alerta sobre pontos no documento que podem não estar acessíveis. O link adiante direciona para o website da Microsoft que explica como usar essa ferramenta: www.support.office.com/pt-br/article/melhore-a-acessibilidade-com-o-verificador-de-acessibilidade-a16f6de0-2f39-4a2b-8bd8-5ad801426c7f

 

2. Postagens em redes sociais: uso da hashtag #pracegover

O projeto foi criado pela professora Patrícia Silva de Jesus, mais conhecida como Patrícia Braille, que ensina Braille desde os 16 anos de idade e tem muitos amigos cegos. Os cegos utilizam programas leitores de tela capazes de transformar em voz o
conteúdo dos sites. Com o uso da #pracegover nas postagens, os programas fazem a descrição desse conteúdo. Portanto, é importante utilizar sempre esta hashtag quando postar imagens, sobretudo imagens com texto.

Vejas as dicas do @pracegover disponíveis no Facebook:
• Anuncie o tipo de imagem, se é uma foto, tirinha, desenho etc;
• Descreva-a da esquerda para a direita e de cima para baixo;
• Informe as cores e os tons;
• Descreva todos os elementos de um determinado ponto antes de passar a outro;
• Use períodos curtos, tente expressar a mesma mensagem com o menor número de palavras;
• Contextualize a cena até chegar ao clímax da imagem;
• Evite adjetivos, a impressão e a significação do texto será construída pelo seu interlocutor.

 

 

3. Especificações para deficientes com visão subnormal

Conforme dados levantados pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, a deficiência mais comum entre os brasileiros é a visual. Segundo dados do IBGE de 2010, 91,97% das mais de 6,5 milhões de pessoas com alguma deficiência visual são aquelas que possuem baixa visão ou visão subnormal (grande e permanente dificuldade de enxergar).

Portanto, pensando neste público, é recomendável o uso de alto contraste nos textos alternativos ou conteúdo escrito. Também é interessante a produção de materiais que tenham a possibilidade de leitura por meio de tecnologias assistidas – um exemplo é o aplicativo aberto e gratuito Dorina Daisy Reader – DDReader (vide: https://www.fundacaodorina.org.br/nossa-atuacao/distribuicao-de-livros/formatos-acessiveis/livro-digital-daisy/).

 

4. Produção de conteúdo em vídeo

A Prex tem recebido materiais educativos produzidos pelas ações de extensão. Seguem algumas dicas para melhorar os aspectos de áudio e iluminação:
• Gravação com intérprete: caso a ação tenha em sua equipe alguém apto a realizar a função de intérprete, os vídeos podem ser gravados já com a tradução.
• O site be.live permite a gravação com até 3 participantes por meio de live no Facebook. Essa live pode ficar salva em sua página do Facebook ou compartilhada no Youtube.
• Busque fazer upload de seus vídeos em plataformas que permitam compartilhamento aberto.
• Para enviar o vídeo para tradução da secretaria de acessibilidade, que fará a inserção da janela de libras, faça upload na nuvem ou no site Wetransfer. Vídeos compartilhados pelo Whatsapp sofrem perda de qualidade.
• Captação de áudio: mesmo sem equipamentos profissionais, o microfone que acompanha fones de ouvido pode ser uma ótima ferramenta. Muitas vezes os microfones embutidos em PCs e smartphones deixam o volume baixo o que inviabiliza o trabalho dos intérpretes e tradutores.
• A iluminação também é importante: como nem todos possuem equipamentos, busquem gravar em locais bem iluminados, utilizem luminárias ou outros pontos de luz que dispuser por trás, em frente e na diagonal de quem será gravado.
As informações deste tópico foram obtidas por meio das aulas do canal da emissora de TV universitária da Universidade Estadual de Goiás – UEGTV. A equipe do Projeto de Pesquisa e Extensão CRIALAB elaborou uma série de vídeos sobre produção audiovisual para vídeos educacionais. Veja mais clicando no link do canal da UEGTV no Youtube.

 

5. Compartilhe sua iniciativa com a Prex

Estamos mobilizando esforços na Universidade Federal do Ceará, ainda que por meio de atividades remotas, para o enfrentamento dos efeitos da pandemia de Covid-19.

A Extensão Universitária da UFC tem capilaridade em diversas áreas – Comunicação, Cultura, Direitos Humanos, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Trabalho, e em grande parte dos municípios cearenses.

Contamos com seu apoio com a finalidade de alinhamento ao esforço conjunto da UFC, caso ainda não tenha realizado, gostaríamos que os(as) colegas preenchessem esta enquete sobre as iniciativas de atividades de extensão que já foram feitas, projetos em desenvolvimento ou que pretendem desenvolver para suporte, apoio e enfrentamento à pandemia no nosso estado.

Para acessar o formulário com a enquete sobre as atividades, clique no link: www.prex.ufc.br/pt/acoesmobilizadascovid19

A partir das respostas, a Prex realizará as seguintes atividades:
• Tratamento da informação: a partir do recebimento das respostas, as iniciativas são lidas e devidamente catalogadas (vide postagem: www.prex.ufc.br/pt/extensaoufc-covid19). São identificadas as dificuldades e potencialidades e realizações de reuniões para orientação e mediação de parcerias.
• Divulgação: a equipe do Blog Divulgando a Extensão recebe as respostas para produção de notícias como forma de ampliar a divulgação das iniciativas e proporcionar transparência e reconhecimento.
• Acessibilidade: durante o período de enfrentamento, a partir das respostas, a Prex se encarregará de solicitar a tradução de vídeos à Secretaria de Acessibilidade, respeitando os critérios e tempo de atendimento da UFC Inclui como forma de democratizar a difusão de informações de maneira inclusiva.

 

6. Conheça a Secretaria de Acessibilidade da UFC

Visite o site da UFC Inclui, clicando no link: www.acessibilidade.ufc.br

Desde agosto de 2010, a Universidade Federal do Ceará conta com um setor exclusivo para elaborar ações rumo à inclusão de pessoas com deficiência. É a Secretaria de Acessibilidade UFC Inclui – que, assim como o próprio nome sugere, busca integrar pessoas cegas, surdas, cadeirantes e com outras limitações de mobilidade no dia a dia da instituição.

Com três eixos de atuação, tecnológico, atitudinal e pedagógico – a Secretaria trabalha na formulação de uma política central de acessibilidade na UFC, agindo para que esta seja respeitada e implementada nos diversos espaços da Universidade.

Durante o período de isolamento, a Secretaria está atendendo pelo Email: ufcinclui@acessibilidade.ufc.br e telefone e whatsapp: (85) 9-9110-4207.

A equipe da Pró-Reitoria de Extensão/UFC, neste período de trabalho remoto, está atendendo via e-mail, de acordo com o campus da UFC ou diretamente pela Secretaria do Gabinete da Profª. Elizabeth Daher, Pró-Reitora de Extensão, e do Prof. Rogério Masih, Pró-Reitor Adjunto de Extensão:

Coordenadoria Campus Benfica: benfica@prex.ufc.br
Coordenadoria Campus Pici: pici@prex.ufc.br
Coordenadoria Campus Porangabuçu: porangabucu@prex.ufc.br
Coordenadoria Intercampi (para os campi do interior do Ceará): intercampi@prex.ufc.br
Secretaria Prex: secretaria@prex.ufc.br

 

REFERÊNCIAS

Acessibilidade comunicacional e documentos acessíveis. Secretaria de Acessibilidade/Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 7 de jul. de 2020. Disponível em: <https://acessibilidade.ufc.br/pt/campanhas-boas-praticas-em-acessibilidade/documentos-acessiveis/>. Acesso em: 7 de jul. de 2020.

Estatísticas da deficiência visual. Fundação Dorina Nowill para Cegos, São Paulo, 7 de jul. de 2020. Disponível em: <https://www.fundacaodorina.org.br/a-fundacao/deficiencia-visual/estatisticas-da-deficiencia-visual/>. Acesso em: 7 de jul. de 2020.

Livro digital Daisy. Fundação Dorina Nowill para Cegos, São Paulo, 7 de jul. de 2020. Disponível em: <https://www.fundacaodorina.org.br/nossa-atuacao/distribuicao-de-livros/formatos-acessiveis/livro-digital-daisy/>. Acesso em: 7 de jul. de 2020.